Secretário da Educação concede 1 hora de entrevista à Veja

Herman Voorwald, secretário estadual da Educação de São Paulo, foi entrevistado por uma hora pela jornalista Joice Hasselmann, do Portal Veja.com, da revista Veja. A Atelier é responsável pela assessoria de comunicação da Secretaria, que possui a maior rede de ensino do país.

O secretário falou sobre a educação no Brasil e de São Paulo, relatando o trabalho realizado pela Pasta para melhorar significativamente a aprendizagem em todo o Estado.Um dos pontos destacados por Voorwald foi a elevação em 4 anos do valor financeiro repassado para custeio de transporte de alunos. Dos R$ 250 milhões iniciais, o recurso foi elevado para R$ 1 bilhão.

Durante toda entrevista, o secretário Herman relatou ações colocadas em prática na rede paulista. Programas como Ler e Escrever colaboram para a evolução do desempenho de alunos do 1º ao 5º ano.

Confira a entrevista.

Folha de S. Paulo entrevista secretário da Educação de São Paulo

O secretário de Educação de São Paulo, Herman Voorwald, foi entrevistado pelo jornal Folha de S. Paulo. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de comunicação da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, que possui a maior rede de ensino do país, com 5,3 mil escolas, 230 mil professores, 59 mil servidores e mais de quatro milhões de alunos.

Voorwald falou à publicação sobre a intenção do Governo de São Paulo de flexibilizar o currículo do ensino médio. Para o secretário, a mudança não trará uma mudança profunda na grade curricular. Com esse plano o aluno poderá priorizar as áreas de seu maior interesse. “A estrutura do ensino médio não vai mudar. Não vou eliminar ou substituir disciplinas, não é esse o conceito.”

Confira a entrevista abaixo:

Herman - Folha

Estadão elogia medida da Educação para selecionar diretores de escolas

O Estado de S. Paulo traz amplo editorial sobre o projeto de lei complementar que implementa uma espécie de estágio probatório para os novos diretores das escolas estaduais de São Paulo. Segundo o projeto de lei, os candidatos aprovados para o cargo terão de fazer dois cursos de formação e passar por avaliações no decorrer dos três primeiros anos de atuação.

Aprovando a medida, o texto inclui declaração do secretário estadual de Educação, Herman Voorwald: “Não queremos eliminar o concurso de ingresso, mas o candidato aprovado terá de fazer os dois cursos, desenvolver um projeto e ainda será avaliado anualmente.”

Além do depoimento do secretário, o editorial também expõe o posicionamento favorável ao projeto da diretora da Faculdade de  Educação da PUC/USP, Neide de Aquino Noffs, e de líderes sindicais  do professorado paulista, entre eles o presidente do Sindicato de Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo (Udemo), Francisco Poli.

A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela área de Comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

Editorial Estadao 01.07.2014